Chapada Diamantina: 10 dias é pouco

O spoiler já tá no título: 10 dias não dá nem pro cheiro na Chapada Diamantina. E ainda por cima a gente achou que seria legal (e outro spoiler, foi) fazer de carro os mais de 3 mil km que separam Santa Catarina da Bahia.

Porque raios fazer essa viagem de carro e gastar 3 dias das férias na estrada? Se você costuma fazer esse tipo de pergunta, a Chapada Diamantina – e via de regra qualquer chapada – talvez não seja o seu perfil de viagem.

Não é só a questão de preparo físico, é psicológico. Essa é uma viagem em que o caminho conta mais, muito mais, do que o destino final.

E caminho é que não falta, a Chapada é grande demais. Só o Parque Nacional tem 38 mil km². São trilhas, cachoeiras, cavernas, rios e montes que não acabam mais. Simplesmente não dá pra visitar tudo.

Então relaxa e aproveita o que dá. Desapega do seu sentimento turístico de fazer o máximo de check-in possível numa viagem só. Escolha o que mais te desperte a curiosidade, tente encaixar bem a logística de estrada entre as cidades ou jogue tudo pro alto e contrate uma boa agência.

Foi o que a gente fez. E deu certo.

 

Basicamente, nosso roteiro ficou: Capão, Guiné, Vale do Pati, Lençois e Igatu. Mucugê só passamos por 5 minutos na volta e Andaraí deixamos para quem sabe um dia. (bem quem sabe, porque o mundo é grande demais pra repetir viagem)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s